CYPEHVAC Hydronics

Historial de atualizações


Na anterior versão 2023.g foi implementado no CYPEHVAC Hydronics um novo ambiente de trabalho 3D. Agora, na versão 2024.a foram adicionadas listagens com os principais resultados do cálculo da instalação e a possibilidade de configurar a documentação gerada pelo programa a partir das listagens disponíveis: "Resultados", "Materiais" e "Desenhos".

Listagens
Listagens
Listagens
Configuração

Foi ainda adaptada a ferramenta "Análise gráfica de resultados" ao novo ambiente de trabalho 3D para visualizar sobre a instalação diversas variáveis dos resultados de cálculo, modificando a cor dos tramos de tubagem em função do valor da variável.

A partir da versão 2024.a, é possível gerir as bases de dados "Bancos de preços" e os "Ficheiros de mapeamento" (nas aplicações com o separador "Orçamento"), e as bases de dados "Conjuntos de regras de medição" (no Open BIM Quantidades) em duas localizações diferentes, que podem ser alternadas através de uma lista:

  • Directoria de bases de dados
    É indicada uma directoria onde se encontram as bases de dados. Isto facilita a utilização de bases de dados partilhadas por vários utilizadores. Esta era a opção utilizada nas versões anteriores.

  • Bases de dados do projecto
    As bases de dados são guardadas juntamente com o projecto da aplicação. Quando comprimido a partir do menu "Arquivo" da aplicação, as bases de dados serão incluídas no ficheiro CYP criado. Desta forma, é possível partilhar o projecto juntamente com as bases de dados utilizadas para obter o orçamento.

Foi acrescentada a opção "Identificadores dos elementos do modelo BIM" no painel de exportação do orçamento para o formato FIEBDC-3 (.bc3). Quando ativada, os identificadores dos elementos do modelo BIM serão adicionados aos comentários das linhas de detalhe de medição, como indica a norma a partir da versão FIEBDC-3/2016. Nas versões anteriores, estes campos eram sempre adicionados ao ficheiro, mas para garantir a compatibilidade com outras aplicações que não são capazes de trabalhar com eles, é agora possível controlar a sua exportação.

Esta opção está ativada por defeito. Além disso, os ficheiros FIEBDC-3 incluídos pelo separador "Orçamento" nas contribuições para a plataforma BIMserver.center contêm sempre os identificadores dos elementos do modelo BIM.

O modo de comunicação entre as aplicações Open BIM e a plataforma colaborativa BIMserver.center foi alterado. Nas versões anteriores, as aplicações utilizavam a ferramenta "BIMserver.center Sync" para subir ou descarregar os ficheiros das contribuições associadas ao projeto da plataforma. Esta ferramenta podia-se descarregar a partir da plataforma BIMserver.center ou instalava-se juntamente com as aplicações da plataforma se o utilizador a seleccionasse.

A partir da versão 2024.a, as aplicações passam a possuir a capacidade de comunicar directamente com o BIMserver.center sem necessidade de um intermediário, isto é, sem a necessidade da ferramenta "BIMserver.center Sync".

Esta alteração vem permitir uma melhoria no rendimento e na eficiência das aplicações Open BIM. Ao eliminar a dependência, as aplicações passam a ter uma maior autonomia e reduzem-se consideravelmente os tempos de espera derivados da comunicação entre o BIMserver.center Sync e o programa. Desta forma, foi também otimizado o processo de descarga das contribuições uma vez que agora não é necessário descarregar todo o conteúdo de um projeto do BIMserver.center para trabalhar, mas apenas as contribuições que serão utilizadas. 

O modo de autenticação de um utilizador do BIMserver.center nas aplicações também foi alterado. Este processo ocorre agora na plataforma web do BIMserver.center. Para isso, a aplicação com a qual se está a trabalhar abrirá o navegador que o utilizador tenha definido como predefinido quando premir o botão “Iniciar sessão”. Quando se introduzam as credenciais ou após abrir o navegador, no caso de o utilizador já estar autenticado na plataforma, será apresentada uma página de autorização. Nessa página detalham-se os recursos aos quais a aplicação solicita acesso e dois botões para aceitar ou negar o acesso.

A autorização deve ser realizada em cada aplicação. A concessão do acesso é guardada e da próxima vez que se executar a aplicação não é necessário voltar a realizar esse processo.

Para além das melhorias de rendimento, foram realizadas alterações na interface de utilizador das aplicações Open BIM relacionadas com a conexão ao BIMserver.center. 

  • A janela “Conectar-se a BIMserver.center” inclui agora o botão “Configuração”. Ao clicar sobre ele surge um diálogo onde se pode editar a “directoria de ficheiros armazenados em cache local”. Este é o caminho para onde serão descarregados os ficheiros das contribuições quando se pretende trabalhar com eles nas aplicações. Em versões anteriores, este caminho podia-se seleccionar a partir da ferramenta BIMserver.center Sync.
  • Foi modificado o aspeto da janela “Selecção do projeto”.
  • Na lista para “Seleccionar projecto” foi adicionada a opção “Ver só os meus projectos” que permite apresentar apenas os projetos onde o utilizador do BIMserver.center conectado é o proprietário. Também foram incluídos ícones na coluna “Tipo de projecto” de modo a facilitar a sua diferenciação. Nos dados detalhados de um projeto agora apresenta-se a imagem de cada contribuição, a descrição e as etiquetas.
  • Foram adicionadas as opções “Rever contribuições novas” e “Rever contribuições” na janela para “Criar novo projeto”.
  • Na lista para seleccionar contribuições (“Importação de modelos BIM”) agora incluem-se as imagens das contribuições e as etiquetas. Aparecerá o nome da contribuição de cor azul para indicar que o proprietário é o utilizador conectado. 
  • Ao partilhar ou seleccionar contribuições, durante o processo de vinculação com um projeto do BIMserver.center, aparecerá uma janela de progresso durante o processo de envio ou descarga.

Note-se que para trabalhar com o BIMserver.center em versões das aplicações Open BIM anteriores à versão 2024.a, é necessário continuar usar a ferramenta BIMserver.center Sync. Esta continua a estar disponível para descarga a partir da plataforma e continua também a estar incluída nos instaladores das aplicações Open BIM da CYPE anteriores à versão 2024.a.

A implementação do ambiente de trabalho 3D, juntamente com outras novidades incluídas nesta atualização, impede que a versão 2023.g do programa e versões posteriores possam ler obras criadas com versões anteriores à 2023.g. Essas obras podem ser lidas com a versão 2023.f ou com a versão com a qual foram criadas. 

Na plataforma BIMserver.center é possível descarregar versões do CYPEHVAC Hydronics anteriores à última publicada. Em qualquer caso, recomendamos que para obras novas utilize sempre a última versão.

Foi integrado o cálculo dos circuitos de condensação para as bombas de calor água-água. Com base nos seus dados de potência e rendimento, o programa calcula a potência térmica no permutador de calor exterior das bombas de calor e permite definir o circuito hidráulico até aos equipamentos responsáveis pela dissipação desta potência. Para este efeito, podem ser fornecidas torres de refrigeração e também um equipamento de geração que representa uma fonte de calor, por exemplo, um campo de coletores de geotermia.

Foram adicionados elementos de distribuição tais como colectores, separadores hidráulicos e permutadores de calor, permitindo que a instalação fosse dividida em circuitos separados. O programa calcula as perdas de pressão em cada um destes circuitos separadamente e, no caso de circuitos separados por um permutador de calor, calcula também o volume de água em cada circuito.

A nova versão do CYPEHVAC Hydronics incorpora também como novidade a possibilidade de calcular elementos da instalação não disponíveis nas versões anteriores, tais como os elementos de distribuição, os equipamentos próprios dos circuitos de condensação e os elementos que relacionam a instalação de climatização com a instalação de AQS.

Alguns dos equipamentos existentes nas versões anteriores, tais como bombas de calor e fancoils, foram divididos em tipologias para uma maior facilidade de utilização. Por exemplo, os fancoils foram divididos em fancoils de 2 tubos e 4 tubos. Além disso, foram acrescentados explicitamente as unidades de tratamento de ar.

A partir da versão 2023.g, as aplicações com um ambiente de trabalho 3D podem incluir uma nova funcionalidade que permite aos utilizadores associar os elementos do seu modelo a níveis (no final desta novidade, são listados os programas que, na versão 2023.g, têm esta funcionalidade). Os níveis podem corresponder às plantas de um edifício ou a qualquer outro plano de referência necessário para o modelo.

O menu de gestão de níveis é incluído nas aplicações por meio de uma janela ancorável. Neste painel existe uma lista com os edifícios e níveis definidos no modelo, bem como as opções disponíveis (criar, editar, apagar, atribuir, …).

As opções na janela "Níveis" permitem introduzir novos edifícios e níveis no modelo. Os níveis devem ser definidos dentro de um edifício. Junto a cada nível podemos ver a sua cota e, entre parênteses, o número de elementos do modelo associados. Também é possível ativar ou desativar a sua visibilidade na área de trabalho.

Através da opção "Atribuir elementos a um nível" podemos selecionar elementos do modelo, a partir da área de trabalho, e associá-los ao nível selecionado na lista. A opção "Eliminar a atribuição de elementos a um nível" permite realizar a operação inversa. Para ajudar o utilizador durante a utilização destas ferramentas, os elementos pertencentes ao nível selecionado serão mostrados a verde e os pertencentes a outro nível a vermelho. Também está disponível a opção "Informação sobre o nível de um elemento" com a qual é possível inspecionar um objeto a partir da área de trabalho e obter o seu nível atual. Finalmente, a opção "Atribuição automática" associa automaticamente os componentes do modelo aos níveis definidos. Para tal, a geometria do elemento é analisada e o nível imediatamente abaixo dele é procurado. 

Durante a vinculação com um projeto BIM, a aplicação pode ler os edifícios e os níveis das contribuições. Estes serão listados na janela "Níveis" em azul e podemos atribuir-lhes elementos do modelo. Para evitar problemas de congruência entre os inputs, os edifícios e os níveis que foram lidos a partir do projeto BIM não podem ser editados.

Os níveis são exportados em formato IFC através da entidade "IfcBuildingStorey". Sendo esta uma entidade incluída na norma, as aplicações de outros fabricantes que trabalham com ficheiros IFC podem ler os níveis e a sua relação com os elementos do modelo.

Nesta versão 2023.g, as aplicações em que a janela de gestão de níveis foi incluída são:

  • CYPEFIRE
  • CYPEFIRE Hydraulic Systems
  • CYPEHVAC Hydronics
  • CYPELEC Distribution
  • CYPELEC Electrical Mechanisms
  • CYPEPLUMBING Water Systems
  • Open BIM Analytical Model
  • Open BIM Lightning
  • StruBIM Rebar

O CYPEHVAC Hydronics passa de um ambiente 2D para um novo ambiente de trabalho 3D, com o qual se proporciona uma maior capacidade na modelação das instalações de distribuição de água dos sistemas de climatização.    

Com o novo ambiente de trabalho 3D é possível:

  • A introdução de todos os elementos e tubagens nas diferentes vistas (vistas 3D, em planta, alçados…). Em especial, as tubagens verticais que são agora muito mais fáceis de gerar.

  • Uma maior precisão geométrica no posicionamento dos elementos da instalação.

Agora, o separador "Orçamento" incorpora uma barra de estado na parte inferior da janela principal, que mostra informação contextual sobre o que está a ser realizado na aplicação.