Índice

Novidades comuns a vários programas

Separador "Orçamento"

Foi adicionada a funcionalidade “Reconstruir árvore” à barra de ferramentas do separador “Orçamento” nas aplicações que possuem este separador. Este novo botão está disponível na janela principal do separador “Orçamento”, assim como no painel de definição dos bancos de preços e preços da obra.

Graças a esta nova funcionalidade é possível agora desdobrar ou dobrar a árvore do orçamento com base na tipologia dos recursos que o compõe. As opções de reconstrução admitidas nesta versão são as seguintes:

  • Mostrar só o primeiro nível de capítulos
    Mostram-se unicamente os recursos do tipo capítulo que derivam diretamente da raiz do orçamento. 
  • Mostrar só capítulos
    Mostram-se todos os recursos do tipo capítulo.
  • Desdobrar capítulos e unidades de obra
    Mostram-se todos os recursos do tipo capítulo e as unidades de obra.
  • Desdobrar tudo
    Mostram-se os recursos do tipo capítulo, as unidades de obra e as linhas de medição que as compõem. No caso de nos encontrarmos num banco de preços, mostra-se a composição das unidades de obras, em vez das linhas de detalhe.

Implementação de normas e melhorias na sua aplicação

Estruturas de aço laminado e composto

Estruturas de aço enformado

CYPE Architecture

Foram realizadas melhorias na deteção dos níveis:

  • O CYPE Architecture deteta automaticamente o nível ao introduzir elementos de mobiliário.
  • O programa deteta automaticamente o nível dos elementos arquitetónicos e de mobiliário ao utilizar a ferramenta mover e copiar.

O programa inclui uma funcionalidade para gerar uma tabela de superfícies. Esta tabela permite consultar a superfície útil de cada um dos espaços do modelo, assim como a superfície útil total.

O programa permite criar escadas em caracol de duas formas diferentes:

  • Introduzindo os dados da escada manualmente e posicionando-a no modelo.
  • Modelando diretamente a escada a partir da sua largura e altura.

IFC Builder / CYPECAD MEP

A partir da versão 2022.f, o IFC Builder e o CYPECAD MEP incluem no ficheiro IFC que exportam para o projeto do BIMserver.center as seguintes quantidades base nas entidades IFC correspondentes:

  • Pavimento térreo e laje entre pisos (“Qto_SlabBaseQuantities”)
    • Espessura (“Width”)
    • Perímetro (“Perimeter”)
    • Volume bruto (“GrossVolume”)
    • Volume útil (“NetVolume”)

Estas novas quantidades podem ser utilizadas na aplicação Open BIM Quantities para realizar a medição e o orçamento do modelo arquitetónico.

Open BIM Site

As curvas de nível, em termos topográficos, são linhas que unem pontos de um mapa com a mesma altitude. Graças a esta técnica é possível identificar facilmente áreas com diferentes desníveis. 

A geração de curvas de nível no Open BIM Site é automática, no entanto o utilizador pode controlar a sua visualização sobre o modelo 3D no painel lateral esquerdo da aplicação.

O comando “Parâmetros gerais”, disponível na barra de ferramentas da aplicação, foi agora dividido em dois separadores. No separador “Dados do local” encontra-se a informação relativa à georreferenciação do modelo, que estava já presente em versões anteriores da ferramenta. Para configurar a visualização das curvas de nível foi adicionado o separador “Opções de visualização” com os parâmetros seguintes:

  • Intervalos
    Indica a distância vertical entre duas curvas de nível.

  • Etiquetas
    o ativar esta opção, será apresentado um texto, junto das curvas de nível, para indicar a sua elevação. 
    • Altura do texto
      Determina o tamanho do texto das etiquetas.

  • Cores
    Ao ativar esta opção, será utilizada uma escala de cores para representar as curvas de nível em função da sua elevação. Em caso contrário, as curvas de nível serão apresentadas em preto.

Open BIM Analytical Model

O algoritmo de geração automática do modelo analítico foi melhorado nos pontos seguintes:

  • Foi otimizado o processo utilizado para atribuir as características da envolvente do modelo físico às superfícies geradas do modelo analítico.  
  • Foi corrigido um problema no processo de deteção de aberturas no modelo físico (portas, janelas, claraboias, etc.) que podia gerar aberturas em superfícies analíticas quando não era necessário. 
  • Foi corregido um erro relacionado com a geração de arestas de comprimento zero após a análise das superfícies do modelo analítico.

CYPECAD / CYPECAD MEP

A partir de 26 de janeiro de 2022 as aplicações CYPECAD e CYPECAD MEP estão disponíveis para descarga na “Store” do BIMserver.center.

Assim, as duas aplicações podem ser instaladas descarregando o pacote clássico completo a partir da área de descarga da página da CYPE (11 GB) ou descarregando individualmente cada uma delas a partir da “Store” do BIMserver.center: CYPECAD (9,5 GB) ou CYPECAD MEP (9.71 GB)..

A vantagem de efetuar a descarga separadamente a partir da “Store” do BIMserver.center não só implica um menor peso da descarga individual relativamente à descarga do pacote completo clássico, mas além disso permite trabalhar com versões diferentes dessas aplicações.

A partir deste momento, começaram a incluir-se na “Store” do BIMserver.center outras aplicações do pacote clássico do CYPE, para ser possível efetuar a sua descarga individual.

CYPECAD / CYPE 3D

A partir da versão 2022.f, o CYPECAD e o CYPE 3D permitem obter a temperatura crítica dos perfis de aço para a situação de incêndio. O valor da temperatura que deve alcançar cada perfil para que se produza o colapso, calcula-se mediante um procedimento iterativo, tendo em conta as combinações estabelecidas pela norma selecionada para a situação de incêndio, assim como as características mecânicas do aço a temperaturas elevadas. 

Os resultados podem-se consultar no ecrã, ou numa tabela resumo que mostra a temperatura crítica e o fator de forma correspondente a cada um dos perfis da estrutura. Isto facilita a utilização dos catálogos de fabricantes de pinturas intumescentes, com o objetivo de obter a espessura necessária, para conseguir que a capacidade portante da estrutura se mantenha durante o tempo exigido pela norma de incêndio aplicável.

Visto que o valor da temperatura crítica de um perfil depende do coeficiente de aproveitamento ou grau de utilização do mesmo, esta funcionalidade constitui uma ferramenta excelente para otimizar o custo total da estrutura, incluindo a sua proteção passiva para o tempo de resistência ao fogo requerido.

CYPECAD

A versão 2022.f do CYPECAD inclui também outras pequenas melhorias e correções do programa que poderiam acontecer em casos particulares:

  • Fundação
    Foi corrigido um erro que se produzia no cálculo das obras que possui elementos de fundação com interação terreno-estrutura em plantas afetadas por cargas de vento.

  • Lintéis não estruturais
    Passou a ser permitido a introdução de lintéis não estruturais ou limites de largura zero nos extremos de vigotas de madeira.

  • Quadro de pilares
    Foi corrigido um erro que acontecia ao gerar o quadro de pilares de obras com normas sem verificações ELU, e que tivessem um caractere especial no nome da obra (um acento por exemplo). Este erro surgiu nas alterações realizadas na versão 2022.e.

  • Quadro de pilares
    Foi corrigido um erro que acontecia ao gerar o quadro de pilares em certos casos singulares quando existiam coberturas inclinadas.

  • Seleção de normas de betão
    Foi melhorada a ordem das normas de betão na seleção das mesmas.

  • Cotagem de vigas de fundação
    Foi melhorada a cotagem de vigas de fundação dos muros no desenho do pórtico. Em alguns casos o comprimento mostrado era algo superior ao real.

  • Obras com paredes e ficheiros temporais eliminados
    Foi corrigido um erro que ocorria ao abrir uma obra com paredes e que se tivesse eliminado os seus ficheiros temporais depois de estar calculada.

  • Partilhar para o BIMserver.center com o Código Estructural como norma selecionada
    No diálogo “Partilhar” (menu BIMserver.center > Partilhar) é possível selecionar a opção “Open BIM Memorias CTE” se as normas selecionadas forem as correspondentes ao Código Estructural.

  • Ligação de uma estrutura 3D integrada sobre uma viga de equilíbrio ou lintel
    Foi corrigido o erro que acontecia ao calcular uma obra, se existe uma ligação de uma estrutura 3D integrada sobre uma viga de equilíbrio ou um lintel de fundação. Agora mostra um aviso indicando as coordenadas dessa ligação.

Após realizar o cálculo completo da obra, a informação dos volumes de betão pode ser exportada para o projeto BIM. Para isso no menu foi implementada a opção “Quantidades” no diálogo “Partilhar”, o qual surge quando se prima na opção “Partilhar” do menu “BIMserver.center”.

A exportação das quantidades de betão para o modelo BIM pode importar-se e ser interpretada por outras ferramentas como Open BIM Quantities e Open BIM Sampling.

No Open BIM Quantities é possível utilizar estes dados para a realização da medição e o orçamento do betão utilizado no projeto.

Em Open BIM Sampling esta informação é utilizada para realizar a planificação e a gestão de qualidade da obra, e gerar assim os lotes de controlo.

O dimensionamento dos pórticos implica uma utilização exaustiva de todos os processadores disponíveis. Isto pode provocar que, enquanto o programa dimensiona os pórticos se reduza de uma forma muito notória o rendimento do equipamento com outros programas. Para poder evitar esta circunstância, foi implementada uma opção (menu Obra > Opções gerais) que permite estabelecer o número de processadores que o programa não utilizará, enquanto dimensiona os pórticos.

A versão 2022.f do CYPECAD permite exportar para o projeto BIM as armaduras das vigas de betão armado.

Assim, os elementos de betão armado que até a esta versão exportam para o projeto BIM as suas respetivas armaduras são:

  • Vigas
  • Pilares
  • Consolas curtas
  • Elementos de fundação
    Sapatas, maciços de encabeçamento de estacas, vigas de equilíbrio e lintéis.
  • Lajes
    De vigotas, fungiformes aligeiradas, alveolares, mistas e maciças.

Estas armaduras podem-se visualizar, juntamente com as armaduras exportadas a partir do StruBIM Shear Walls, no programa StruBIM Rebar.

Também é possível visualizá-las no separador “Resultados” (menu Grupos > Vista 3D com pormenores).

CYPE 3D

CYPE Connect / StruBIM Steel

A partir da versão 2022.f do CYPE Connect e StruBIM Steel será possível modelar e calcular elementos ancorados ao betão. Para isso, foram incluídas as operações “Ancoragens” e “Betão” para a modelação da ligação.

  • Ancoragens
    A operação “Ancoragens” permite introduzir os elementos de ancoragem de uma chapa ou perfil metálicos a um bloco de betão. O programa permite conceber a ligação dada a disposição geométrica das fixações, assim como as suas características tanto geométricas como mecânicas. É possível selecionar entre diferentes tipologias de ancoragens, tanto soldadas como aparafusadas.

    A ancoragem pode ser realizada quer num bloco de betão novo definido na própria operação, como num bloco existente definido previamente.
  • Betão
    A ancoragem pode ser realizada quer num bloco de betão novo definido na própria operação, como num bloco existente definido previamente.
  • Cálculo
    Quando se realiza o cálculo gera automaticamente um modelo de elementos finitos que caracteriza o comportamento dos diferentes componentes que intervêm na ligação, considerando a tipologia das ancoragens e as características do bloco de betão. Uma vez finalizado o cálculo pode-se verificar as tensões de compressão no betão. Na versão 2022.f, todavia não é possível verificar as ancoragens, mas podem-se consultar os esforços resultantes nas mesmas.

CYPE Connect

A partir da versão 2022.f, o CYPE Connect incorpora uma nova funcionalidade para facilitar a realização de desenhos de pormenor de ligações, ao integrar as capacidades de edição e composição do OpenBIM Layout.

  • Cenas e Vistas
    Para elaborar os desenhos é possível inserir vistas do modelo da ligação (Alçado, planta, perfil, vista 3D,…) à escala desejada.

    O programa permite a inserção de vistas predefinidas embora também se possam criar e inserir vistas definidas pelo utilizador.
  • Cotagem e Etiquetagem
    O programa disponibiliza elementos tradicionais de desenho e ferramentas de cotagem. O utilizador pode definir e guardar os seus estilos de linha, texto ou cota para utilizá-los em futuros desenhos de ligações.

    Quando se cotam os elementos da ligação, uma vez introduzida a cota, é possível modificar quer as linhas auxiliares como a posição do texto.

    Para etiquetar os elementos, a ferramenta de etiquetagem incorpora os tipos de etiquetas mais comuns em desenhos de ligações. Porém, para agilizar o processo, foi concebida a ferramenta de etiquetagem automática, que permite a geração automática da etiqueta do elemento selecionado com um conteúdo e forma predefinida pelo CYPE Connect.
  • Composição de desenhos
    Uma vez pormenorizados as ligações, passa-se ao nível da composição, onde se podem criar um ou vários desenhos com o conteúdo das pormenorizações das ligações.

    A ferramenta ‘Vínculo’ permite inserir uma referência para o conteúdo de um desenho em outro, mesmo que a ferramenta ‘Gerar composição’ gere um mosaico com os desenhos selecionados.
  • Vinculação com o modelo da ligação
    O conteúdo dos desenhos está vinculado ao modelo da ligação, ou seja, as cenas e vistas que se tenham definido, assim como as etiquetas de elementos introduzidas, serão atualizadas automaticamente se existirem alterações no modelo da ligação.

CYPELEC Electrical Mechanisms

Foi adicionada uma nova funcionalidade ao programa que permite fazer a atribuição manual e automática de tomadas aos equipamentos importados do modelo BIM.

Na leitura de um projeto BIM, o CYPELEC Electrical Mechanisms possibilita a importação de equipamentos elétricos incluídos no modelo arquitetónico, tais como: televisão, placas de fogão, máquina de lavar roupa, máquina de lavar louça, exaustor, frigorífico, micro-ondas e computador.

O programa avisará da necessidade de prestar o serviço requerido nestes equipamentos, serviço que pode ser realizado através de uma atribuição manual ou automática na tomada previamente introduzida, ou através de uma geração automática de tomadas, em função dos critérios de seleção de tomadas por equipamento.

  • Atribuição manual com tomadas previamente introduzidas
    Para realizar esta atribuição manual deverá clicar no ícone “Atribuir” do grupo “Atribuição de tomadas” da barra de ferramentas e na ordem indicada. Seleciona-se primeiro o equipamento e depois a tomada a atribuir
  • Atribuição automática com tomadas previamente introduzidas
    Para realizar esta atribuição deverá clicar no ícone “Gerar” do grupo “Atribuição de tomadas” da barra de ferramentas. O programa selecionará entre as tomadas disponíveis a que melhor se adapte pelo serviço e proximidade.
  • Geração automática de tomadas por equipamento
    Para realizar esta geração automática deverá clicar no ícone “Gerar tomadas” do grupo “Elementos” da barra de ferramentas. O programa introduzirá as tomadas necessárias em função do serviço requerido para cada equipamento. O critério para a sua introdução depende da seleção feita na secção “Tratamento dos equipamentos do modelo BIM” dentro das opções gerais.

CYPELEC Distribution

CYPETEL Project ITED-ITUR

CYPETEL Schematics y CYPETEL Systems

Foi incluída uma nova obra exemplo (Conjunto de viviendas adosadas) que permite mostrar as capacidades dos programas na conceção de desenhos em planta e esquemas em projetos de telecomunicações de moradias em banda.

CYPELUX SCE, CYPELUX, CYPELUX EN y CYPELUX LEED

CYPEHVAC Hydronics

No programa CYPEHVAC Hydronics, acrescentou-se a verificação da temperatura máxima e mínima de entrada da água nos emissores de aquecimento e arrefecimento respetivamente. O limite a verificar pode ser configurado em Opções gerais > Opções de dimensionamento e verificações a realizar nos Emissores.

Por defeito, está estabelecido uma temperatura de entrada máxima de 60ºC e uma temperatura de entrada mínima de 7ºC, que coincidem com os limites exigidos pelo Reglamento de Instalaciones Térmicas (RITE) de Espanha. 

No CYPEHVAC Hydronics acrescentou-se a capacidade de dimensionar um novo elemento da instalação de climatização por água: o vaso de expansão.

De igual forma que os restantes elementos da instalação, para utilizar um vaso de expansão o utilizador deve definir em primeiro lugar as suas propriedades na biblioteca de vasos de expansão.

A partir do botão Vaso de expansão da barra de ferramentas, o utilizador pode selecionar o vaso de expansão, definir os dados de dimensionamento e colocá-lo na instalação. Ao premir o botão Calcular, o programa recolhe da instalação associada os dados de temperatura mínima e máxima e do volume do fluído no sistema e efetua a verificação do volume mínimo requerido do vaso de expansão segundo o seu tipo.

Igualmente, permite definir o vaso de expansão associado ao grupo hidráulico de uma bomba de calor. Serão realizados o mesmo tipo de cálculos e verificações, dentro da janela de edição da bomba de calor.

CYPEHVAC Hydronics efetua a ligação com o Open BIM Database, para importar os produtos dos fabricantes com o objetivo de incorporá-los no cálculo da instalação de sistemas de climatização por água.

Na versão 2022.f, é possível descarregar dados de bombas de calor e fancoils de fabricantes a partir do Open BIM Database para as respetivas Bibliotecas do programa. Para isso, em “Opções gerais”, o utilizador deve entrar no separador da biblioteca de um dos dois equipamentos e premir sobre o botão adicionar. Na seguinte janela, premindo sobre os logotipos dos fabricantes, pode descarregar o catálogo do tipo de equipamento escolhido.

Igualmente, pode aceder a estes painéis da edição e descarga de bibliotecas a partir dos novos botões habilitados na parte superior dos painéis de edição da Bomba de calor e Fancoil.

Com o fim de considerar um maior número de dados de cálculo das bombas de calor e dos fancoil fornecidos pelos fabricantes, foram acrescentadas novas variáveis de dimensionamento em ambos os equipamentos. Uma delas é a opção de definir as tabelas de capacidade, que se acrescentou como alternativa à definição de um ponto nominal. Desta forma, ao alterar as condições de dimensionamento da instalação, o programa recalcula a potência disponibilizada pelos equipamentos e verifica que o ponto de trabalho se encontra no intervalo de funcionamento indicado.

As bombas de calor foram divididas em duas tipologias, ar-água e água-água. As bombas de calor ar-água recolhem o dado de temperatura exterior relativo ao local selecionado. Para além disso, acrescentou-se a possibilidade de definir um grupo hidráulico associado à bomba de calor que inclui uma bomba de circulação e, opcionalmente, um vaso de expansão.

Nos fancoils foi acrescentada a temperatura interior do bolbo húmido para as condições de dimensionamento ao arrefecimento, que se calcula automaticamente a partir das condições de humidade relativa e temperatura interior do compartimento onde se colocou o equipamento. 

Programas CYPETHERM con motor de cálculo EnergyPlus™ (CYPETHERM SCE-CS Plus e CYPETHERM EPlus)

CYPETHERM SCE-HAB

A partir da versão 2022.f, o programa CYPETHERM SCE-HAB possibilita transmitir a informação que um determinado elemento arquitetónico previamente importado de um modelo BIM, seja considerado uma ponte térmica plana.

Para isso, o utilizador no momento de modelação do edifício, pode simular a presença de pontes térmicas planas (pilares e vigas) através de tramos de paredes e lajes, recomendando que esse elemento construtivo tenha a correspondente área pretendida de PTP. Também se recomenda que o utilizador indique uma referência ao elemento construtivo, para que mais tarde no programa CYPETHERM SCE-HAB o identifique facilmente.

Posteriormente no programa CYPETHERM SCE-HAB, após a importação do modelo arquitetónico, o utilizador poderá atribuir os tais elementos construtivos como pontes térmicas planas.

Para isso foram implementados dois botões no grupo “Atribuição”, nomeadamente “Atribuição de zona de pilar” e “Atribuição de zona de viga”.

Como o próprio nome indica, estes comandos permitem atribuir a informação que um determinado elemento construtivo é uma ponte térmica plana (pilar ou viga). Para além disso, em cada um deles existe uma opção “Fator de correção”, esta opção permite indicar um coeficiente que irá majorar ou minorar a área desse elemento construtivo, caso seja superior ou inferior a 1. Para terminar, o utilizador deve definir a disposição da futura PTP, como Vertical ou Horizontal.

Após atribuição, o programa redireciona esse elemento construtivo como PTP (pilar ou viga), bem como para o respetivo compartimento onde localiza, transportando a sua área, tipo, disposição, localização e orientação.

CYPETHERM SCE-CS Plus

Na listagem “Avaliação do Desempenho Energético dos Edifícios de Comércio e Serviços” foi adicionada a verificação do indicador de energia primária renovável RenC&S

Para calcular este indicador o programa contabiliza a energia renovável associada às bombas de calor definidas no edifício, de acordo com o estabelecido no ponto 16.1.5.7 do Manual SCE. O valor, em kWh, desta contribuição apresenta-se no ponto 5 da listagem para cada tipo de consumo do edifício através da nova fonte de energia “Bombas de Calor”.

Os novos resultados são também incluídos no ficheiro XML para elaboração do PCE-CE (ADENE).

Arquimedes

Foi implementada a opção “Artigos que se utilizam em vários capítulos” (menu “Lista” > “Outros recursos” > “Artigos que se utilizam em vários capítulos”). Esta opção permite identificar artigos que se usam em mais de um capítulo. Os artigos são ainda identificados com o ícone .

Foi adicionada a opção “Reconstruir textos de artigos” ao diálogo “Composição de textos de artigos” (menu “Mostrar” > “Configuração” > “Composição de textos de artigos”). A inclusão desta opção facilita o processo de configuração e reconstrução de textos dos artigos, já que não é necessário aceder à opção “Reconstruir textos de artigos” do menu “Processos”.

Tal como acontece com a novidade do Arquimedes desta mesma versão “Composição de textos de artigos”, agora é possível ordenar os campos “Critérios considerados na determinação do preço da unidade de obra”, “Fases de execução”, “Critério de medição de projecto” e “Critério de medição de obra” do Gerador de preços quando se configura o campo “Descrição” dos artigos do Arquimedes através dos botões .

Quando se cria um novo orçamento ou banco de preços através da opção “Utiliza o gerador de preços”, o diálogo “Dados novo orçamento” inclui o novo separador “Composição de textos de artigos”. Neste separador centraliza-se agora a configuração da composição dos campos “Resumo” e “Descrição” dos artigos do Arquimedes através das opções que aparecem no ecrã.

  • Secção “Resumo”
    Permite configurar o campo “Resumo” dos artigos do Arquimedes usando o campo “Descrição resumida” ou o campo “Características técnicas” do Gerador de preços.
  • Secção “Descrição”
    Permite configurar o campo “Descrição” dos artigos do Arquimedes utilizando os campos “Critérios considerados na determinação do preço da unidade de obra”, “Fases de execução”, “Critério de medição de projecto” e “Critério de medição de obra” do Gerador de preços. Agora, a partir da versão v2022.f, estes campos podem-se ordenar através dos botões  .

Se utilizar um pré-dimensionador os textos dos artigos terão a composição configurada no separador “Composição de textos de artigos” que se acaba de mencionar.

Ao utilizar os artigos do Gerador de preços a partir da opção do menu “Processos > Actualizar preços”, não é necessário indicar de novo a composição de textos dos artigos, pois está já configurada na opção “Composição de textos de artigos”. Basta selecionar os dados que se desejam atualizar.

Orçamento e medição de modelos Revit

Foi implementada a opção “Filtros globais de elementos” (botão a janela “Atribuição de artigos e extração de medições” > “Filtro global de medições” > botão “Filtros globais de elementos”). Com esta opção é possível filtrar elementos que se pretendam medir e que cumpram certas condições. Deste modo pode-se obter um orçamento somente com as linhas de medição filtradas.

Foi implementada a ferramenta “Simulação de orçamento com artigos atribuídos” (botão de opções  da janela “Atribuição de artigos e extracção de medições”). Com esta esta opção é possível ter várias configurações de orçamentos para, por exemplo, realizar uma análise de orçamentos parciais. Cada configuração de orçamentos pode usar qualquer parâmetro da obra e propriedade personalizada pelo utilizador. Estes parâmetros funcionam como níveis de capítulos para criar o orçamento.

Desta forma pode-se dividir o orçamento principal do Arquimedes em função dos valores de um parâmetro ou uma propriedade personalizada. Por exemplo, poder-se-iam obter os orçamentos das várias fases de um projeto.

A ferramenta “Simulação de orçamentos com artigos atribuídos”, só funciona com os artigos que estão atribuídos a elementos do Revit.

O conteúdo da janela “Simulação de orçamentos com artigos atribuídos ” pode ser copiado e colado numa folha de cálculo. Para o copiar clique com o botão direito do rato sobre o cabeçalho das colunas e selecione a respetiva opção.

Gerador de preços

Aumentou-se o número de fabricantes do Gerador de preços para Portugal. Na versão 2022.f foi adicionado o seguinte fabricante:

  • ALDES
    Ventilação residencial e terciária. Protecção contra incêndios. Redes e regulação. Difusão de ar. Incorporação de gamas de produtos.

A versão 2022.f dos Geradores de preços para países lusófonos (Angola, Brasil, Cabo Verde, Moçambique e Portugal) inclui atualizações de preços e produtos dos seguintes fabricantes:

  • AIRZONE
    Actualização de preços e ampliação da gama de produtos.
  • DINAK
    Actualização de preços e ampliação da gama de produtos.
  • GRUPO PUMA (só para Portugal)
    Actualização de preços.
  • KNAUF (exceto Brasil)
    Actualização de preços.
  • KÖMMERLING
    Actualização de preços e ampliação da gama de caixilharia em PVC.
  • MAPEI SPAIN (só para Portugal)
    Actualização de preços.
  • ONDULINE
    Actualização de preços.
  • PLACO
    Actualização de preços.
  • SAUNIER DUVAL
    Actualização de preços e ampliação da gama de produtos.
  • SCHLÚTER-SYSTEMS (exceto Brasil)
    Actualização de preços e ampliação da gama de produtos.
  • TEJAS VEREA (só para Portugal)
    Actualização de preços.
  • URSA IBÉRICA AISLANTES (só para Portugal)
    Actualização de preços.
  • WEBER (só para Portugal)
    Actualização de preços.

A versão 2022.f dos Geradores de preços para países lusófonos (Angola, Brasil, Cabo Verde, Moçambique e Portugal) foram incluídas novas instruções para o “Manual de utilização e manutenção” em unidades de “Obra nova” e “Reabilitação” correspondentes aos capítulos:

  • RMA (Revestimentos/Pinturas e tratamentos em madeira/Lasures)
  • RMN (Revestimentos/Pinturas e tratamentos em madeira/Lasures naturais) (só para Portugal)
  • SAA (Equipamentos fixos e sinalização/Aparelhos sanitários/Sanitas bidé) (só para Portugal)
  • SAM (Equipamentos fixos e sinalização/Aparelhos sanitários/Lava-mãos) (exceto Brasil)

Open BIM Quantities

Foi adicionada a obra exemplo “English – Single-family detached house” juntamente com o seu banco de preços e o seu critério de medição (“English – Single-family detached house”). Quer o modelo arquitetónico, proveniente da aplicação CYPE Architecture, que o orçamento da obra estão em inglês.

O manual do utilizador do Open BIM Quantities está disponível em espanhol desde a versão anterior (2022.e). Agora, na versão 2022.f, o manual está disponível nos idiomas seguintes:

  • Espanhol (disponível desde a versão 2022.e)
  • Inglês (disponível desde a versão 2022.f)
  • Francês (disponível desde a versão 2022.f)
  • Português (disponível desde a versão 2022.f)

Foi modificada a janela “Actualizar a medição” que se apresenta quando se seleciona a ferramenta “Actualizar a medição” no separador “Orçamento”. Foram adicionadas as opções seguintes:

  • Critério de medição
    Ao marcar esta opção será aplicado o critério de medição ativo aos ficheiros IFC provenientes das contribuições ao projeto do BIMserver.center, que tenham sido carregados no Open BIM Quantities.
  • Orçamentos incluídos no projeto BIM
    Ao marcar esta opção serão adicionados os orçamentos procedentes das contribuições ao projeto do BIMserver.center que tenham sido selecionados através da opção “Orçamentos incluídos no projecto BIM” da barra de ferramentas do separador “Medição do modelo BIM”.

Cada aplicação que intervém num projeto BIM da plataforma BIMserver.center inclui, no referido projeto, um modelo BIM através de um IFC composto por várias entidades. O Open BIM Quantities importa essas entidades com as suas respetivas propriedades.

A partir da versão 2022.f, o Open BIM Quantities apresenta no ecrã duas novas propriedades para cada entidade importada do projeto BIM: a referência do modelo BIM do qual provem e a aplicação que a gerou. A referência do modelo e o nome da aplicação de origem são incluídos, respetivamente, nos novos campos “Model” e “Application”, presentes no conjunto de propriedades “BaseProperties”. Tal como no caso das restantes propriedades e quantidades, estes dados podem ser utilizados nas regras de medição como critérios de seleção de elementos do projeto ou para compor o comentário das linhas de medição de uma unidade de obra. Também é possível utilizá-los na ferramenta “Filtro” para, por exemplo, apresentar a medição e o orçamento de um determinado modelo.

Para poder ver las nuevas propiedades en obras realizadas con versiones anteriores de Open BIM Quantities es necesario volver a actualizar el proyecto de BIMserver.center en la aplicación.