Novidades

Versão 2024.f

Data de publicação:
8 Fevereiro 2024
Índice

Módulos novos

Rótulas plásticas (novo módulo do CYPE 3D)

A partir da versão 2024.f, é possível inserir rótulas plásticas nas barras.

Utilizando a nova opção "Rótulas plásticas" no menu "Barra", pode definir a sua posição relativa e as suas propriedades, bem como os graus de liberdade de rotação em que atuam.

A consideração de rótulas plásticas no cálculo de uma estrutura requer uma análise não-linear utilizando o motor de cálculo OpenSees. Por isso, é necessário que o utilizador tenha na sua licença, para além do módulo "Rótulas plásticas", a permissão para utilizar este motor de cálculo.

Na novidade "Rótulas plásticas (novo módulo)" pode encontrar mais informação sobre este novo módulo do CYPE 3D.

Implementação de normas e melhorias na sua aplicação

Estruturas de betão

Implementação. НП к СП РК EN 1992-1-1:2004/2011 (Cazaquistão)

Anexo nacional do Cazaquistão para o Eurocódigo 2: Projeto de estruturas de betão. Parte 1-1: Regras gerais e regras para edifícios.

Implementado no CYPE Connect e StruBIM Steel para o cálculo de ligações com elementos de betão.

Estruturas de aço laminado e composto

Implementação. НП к СП РК EN 1993-1-8:2005/2011 (Cazaquistão)

Anexo nacional do Cazaquistão para o Eurocódigo 3: Projeto de estruturas de aço. Parte 1-8: Ligações

Implementado no CYPE Connect e StruBIM Steel para o cálculo e verificação de ligações metálicas.

Implementação. AS 4100:2020 (Austrália)

Australian Standard 4100:2020, Steel Structures.

Implementada no CYPE Connect e StruBIM Steel para o cálculo e verificação de ligações metálicas.

Implementação. NSCP-2015 (Filipinas)

National Structural Code of the Philippines 2015. Volume 1: Buildings, towers and other vertical structures.

Implementado no CYPE Connect e StruBIM Steel para o cálculo e verificação de ligações metálicas.

Ações nas estruturas. Vento

Implementação. NBR 6123:2023 (Brasil)

Norma Brasileira ABNT NBR 6123:2023. Forças devidas ao vento em edificações.

Implementada no CYPECAD.

Ações nas estruturas. Sismo

Implementação. NTP RK 08-01.1-2017 (Cazaquistão)

Documento Normativo e Técnico da República de Cazaquistão. Projeto de estruturas sismorresistentes. Parte 1: Regras gerais, ações sísmicas e regras para edifícios.

Implementado no CYPECAD e CYPE 3D.

CYPE Menu

Atualização das aplicações do CYPE Menu

A partir da versão 2024.f, a ferramenta CYPE Menu (disponível na Store da plataforma BIMserver.center) permite gerir as atualizações das aplicações que possui.

Ao aceder ao CYPE Menu, o programa verifica se existe alguma versão mais recente das aplicações instaladas e, no caso de existirem, surge junto a elas o botão "Actualizar".

O processo de atualização encarrega-se de realizar a descarga da aplicação e, após a sua finalização, inicia a instalação.

CYPE Architecture

Novo editor de caixilharias: janelas, portas e claraboias

A versão 2024.f do CYPE Architecture inclui uma nova funcionalidade que permite modelar livremente janelas, portas e claraboias, aumentando assim as possibilidades de desenho do programa em matéria de carpintaria. Esta novidade, juntamente com a novidade da versão anterior (2024.e) para a criação de Mapas de vãos, confere ao programa uma maior operacionalidade na modelação e no desenho de vãos nos respetivos mapas.

O acesso a esta nova funcionalidade faz-se a partir do painel de tipologias. Ao criar uma nova tipologia, por exemplo de janelas, é agora possível selecionar a opção “Editor de Janelas”.

A edição de caixilharias (janelas, portas e claraboias) segue a mesma lógica de desenho utilizada pelo CYPE Architecture com a dualidade esboço/arquitetura, para aproveitar as vantagens que oferece o desenho de esboço na definição das caixilharias.

Por este motivo, a barra de ferramentas foi dividida em dois grupos “Esboço” e “Caixilharia”.

Esboço

No grupo "Esboço" encontram-se todas as ferramentas disponíveis para modelar livremente a caixilharia.

Caixilharia

As opções do grupo "Caixilharia" permitem modelar os elementos próprios de cada tipologia (porta, janela ou claraboia), apoiando-se sempre no esboço.

Em primeiro lugar, o perímetro da abertura e as folhas são definidos através das linhas de esboço. Durante este processo, é possível selecionar o tipo de abertura da folha.

Em segundo lugar, é necessário definir os elementos de carpintaria: aro do vão, aro da folha, vidro, superfície opaca, caixa de estore, peitoril da janela ou elemento decorativo, selecionando as superfícies de esboço. Também é possível introduzir acessórios como puxadores ou maçanetas.

Open BIM Site

Novos serviços WMS para a obtenção de mapas

A partir da versão 2024.f, o Open BIM Site permite obter mapas através de serviços WMS provenientes das seguintes fontes de dados:

  • Polónia
    • Ortofotomapa standardowa


  • Alemanha
    • Bundesamt für Kartographie und Geodäsie - TopPlusOpen
    • Präsentationsgraphik 1:5 000
  • Itália
    • Geoportale Nazionale_Modello digitale del terreno - 20 metri
    • Agenzia Entrate Consultazione cartografia catastale
    • Geoportale Nazionale_Prodotti LiDAR - Area Dolomitica
    • Geoportale Nazionale_Prodotti LiDAR - Provincia di Bolzano
    • Geoportale Nazionale_Prodotti LiDAR - Regione Abruzzo
    • Geoportale Nazionale_Prodotti LiDAR - Regione Basilicata
    • Geoportale Nazionale_Prodotti LiDAR - Regione Calabria
    • Geoportale Nazionale_Prodotti LiDAR - Regione Campania
    • Geoportale Nazionale_Prodotti LiDAR - Regione Emilia Romagna
    • Geoportale Nazionale_Prodotti LiDAR - Regione Friuli Venezia Giulia
    • Geoportale Nazionale_Prodotti LiDAR - Regione Lazio
    • Geoportale Nazionale_Prodotti LiDAR - Regione Liguria
    • Geoportale Nazionale_Prodotti LiDAR - Regione Lombardia
    • Geoportale Nazionale_Prodotti LiDAR - Regione Marche
    • Geoportale Nazionale_Prodotti LiDAR - Regione Molise
    • Geoportale Nazionale_Prodotti LiDAR - Regione Piemonte
    • Geoportale Nazionale_Prodotti LiDAR - Regione Puglia
    • Geoportale Nazionale_Prodotti LiDAR - Regione Sardegna
    • Geoportale Nazionale_Prodotti LiDAR - Regione Sicilia
    • Geoportale Nazionale_Prodotti LiDAR - Regione Toscana
    • Geoportale Nazionale_Prodotti LiDAR - Provincia di Trento
    • Geoportale Nazionale_Prodotti LiDAR - Regione Umbria
    • Geoportale Nazionale_Prodotti LiDAR - Regione Valle d'Aosta
    • Geoportale Nazionale_Prodotti LiDAR - Regione Veneto
  • República Checa
    • Geoportal ČÚZK - Prohlížecí služba WMS - ZTM 5
    • Geoportal ČÚZK - Prohlížecí služba WMS pro Katastrální mapu (KM)
    • Geoportal ČÚZK - Prohlížecí služba WMS pro Digitalizaci katastrální mapy (DG)
    • Geoportal ČÚZK - Prohlížecí služba WMS - ZABAGED® - polohopis
    • Geoportal ČÚZK - Prohlížecí služba WMS - ZABAGED® - vrstevnice
    • Geoportal ČÚZK - Prohlížecí služba WMS - Ortofoto

Melhorias na leitura de ficheiros de pontos em formato ARC/INFO

Na versão 2024.f do Open BIM Site, foram realizadas as melhorias seguintes na leitura de ficheiros em formato ARC/INFO:

  • Foi implementada a leitura dos campos “xllcenter” e “yllcenter” do formato, os quais podem ser definidos de forma alternativa aos parâmetros “xllcorner” e “yllcorner”.

  • Foi implementada a leitura do campo “NODATA_value” que permite definir células sem valor de cota.

  • Agora é possível importar ficheiros com a extensão “.asc” e “.csv”.

Melhorias na edição de superfícies topográficas

A partir da versão 2024.f, o Open BIM Site é capaz de guardar as transformações executadas sobre as superfícies topográficas.

Desta forma, as superfícies topográficas provenientes de serviços web WCS, poderão ser atualizadas sem perder os deslocamentos ou rotações realizados através das ferramentas de edição da aplicação.

CYPECAD

Listagem "Consideração dos efeitos de segunda ordem"

A partir da versão 2024.f, o CYPECAD gera a nova listagem "Consideração dos efeitos de segunda ordem", que analisa se os efeitos P-Delta devem ser tidos em conta no cálculo.

Para este efeito, o coeficiente de estabilidade ou coeficiente de sensibilidade (θ) é calculado por piso e por direção de análise para cada hipótese sísmica.

Quando o coeficiente de estabilidade (θ) é inferior ao valor limite mínimo (θmin), os efeitos de segunda ordem podem ser desprezados.

No caso de o coeficiente θ se situar entre os valores limite mínimo e máximo estabelecidos, θmin < θ ≤ θmax, é necessário ter em conta os efeitos de segunda ordem.

Isto pode ser feito de forma simplificada, considerando os efeitos P-Delta, que amplificam os efeitos da ação sísmica. Se o coeficiente θ for superior ao limite máximo (θmax), a estrutura é potencialmente instável e deve ser rigidificada.

Outras melhorias e correções

A versão 2024.f do CYPECAD inclui as seguintes melhorias no programa e correções para determinados casos:

  • Recobrimentos de maciços de encabeçamento de estacas. A partir da versão 2024.f é possível diferenciar os valores dos recobrimentos para os maciços de encabeçamento de estacas e para as sapatas.

  • Foi corrigido um erro que acontecia na verificação da série de perfis metálicos no editor de pilares, nos casos em que o comprimento de encurvadura lateral é superior que a altura livre, já que era possível que, em algumas ocasiões, fossem propostos perfis que não cumpriam realmente todos os requisitos regulamentares. Em qualquer caso, a verificação do perfil selecionado era e é sempre corretamente visualizada no painel principal.

  • Foi resolvido um erro que ocorria no dimensionamento da armadura transversal do pilar em certos casos particulares. Este erro podia ocorrer quando a base do pilar era uma sapata, sendo que essa base estava também ligada a um muro de betão e a altura do primeiro tramo do pilar era pequena (inferior a 1,5 metros).

  • Foi corrigido um erro que ocorria quando se premia o botão direito do rato na opção de gerar reforços de punçoamento com pernos.

  • Foi melhorada a verificação do espaçamento da armadura transversal do capítulo 9.5.3 do Código Estrutural (Anexo 19) e do Eurocódigo 2, para considerar o ponto (4), que reduz o espaçamento da armadura transversal do pilar com um coeficiente de 0,6 nas zonas próximas do nó.

  • Foi melhorada a edição de armaduras em rampas no caso de rampas com muitos tramos de armadura. Nestes casos, a abertura da janela de edição podia demorar muito tempo porque a procura de uma disposição óptima dos tramos era muito lenta.

  • A importação de pilares foi melhorada ao criar obras a partir de um projeto do BIMserver.center. No caso de os pilares terem sido definidos em blocos de acordo com o seu ponto fixo, podiam ser importados sem serem considerados corretamente.
  • Foi melhorado o "Editar-Tipologias de rampas", porque ao selecionar um "Apoio intermédio", em vez de se iluminar o apoio selecionado, iluminava-se o primeiro tramo.

  • Foi melhorada a importação de pilares ao criar obras a partir de um projeto do BIMserver.center. No caso de pilares circulares cujo ponto fixo não fosse o centro e com um ângulo diferente de 0º, não eram importados na sua posição correta.

CYPE 3D

Rótulas plásticas (novo módulo)

A partir da versão 2024.f, o CYPE 3D dispõe de um novo módulo que permite a introdução de rótulas plásticas em barras.

A consideração de rótulas plásticas no cálculo de uma estrutura requer uma análise não-linear utilizando o motor de cálculo OpenSees. Por isso, é necessário que o utilizador disponha na sua licença, para além do módulo "Rótulas plásticas", da permissão para utilizar este motor de cálculo.

Utilizando a nova opção "Rótulas plásticas" do menu "Barra", pode definir a posição relativa e as propriedades das mesmas, bem como os graus de liberdade de rotação em que atuam.

Os dados necessários para definir o comportamento de uma rótula plástica num determinado grau de liberdade de rotação são o momento de plastificação e a inclinação do tramo plástico. Os graus de liberdade são expressos através dos eixos locais da barra.

As propriedades da rótula podem ser selecionadas a partir das previamente definidas na "Biblioteca de rótulas plásticas" do menu "Obra" ou introduzidas diretamente no painel de definição de rótulas plásticas.

O programa pode calcular automaticamente o valor do momento de plastificação para os perfis de aço com módulo plástico conhecido. Em todos os outros casos, este valor pode ser definido manualmente.

Na visualização dos esforços, as rótulas plásticas que atingiram o momento de plastificação na combinação selecionada são destacadas por um aumento de tamanho e uma mudança de cor.

Gestão de layers

Até à versão 2024.f, cada peça, pano ou placa só podia ser atribuído a uma layer. A partir da versão 2024.f, cada elemento pode pertencer a várias layers.

As ferramentas de atribuição de peças, panos e placas a layers estão reunidas em "Atribuir elementos a layers". Esta ferramenta permite selecionar o tipo de operação e as layers de visualização. As operações disponíveis são:

  • Atribuir
    Adiciona as layers selecionadas aos elementos.

  • Substituir
    Substitui as layers anteriormente atribuídas pelas novas layers selecionadas.

  • Eliminar
    Elimina a layer selecionada da atribuição prévia de cada layer.

Na gestão de layers, inclui-se a opção "Desenhar só os elementos que intervêm na análise de encurvadura".

Grupos de análise de encurvadura

A partir da versão 2024.f do CYPE 3D, é possível definir grupos de análise de encurvadura com o objetivo de analisar de forma independente o comportamento à encurvadura de diferentes conjuntos de elementos da estrutura.

A definição de grupos realiza-se através da opção "Grupos de análise" do menu "Análise de encurvadura", e é apoiada pelas layers definidas e atribuídas aos diferentes elementos da estrutura através da opção "Atribuir elementos a layers" do menu "Ferramentas". Pode consultar a novidade "Gestão de layers" desta mesma versão, que informa sobre as melhorias implementadas na atribuição de layers a elementos, uma vez que permitem utilizar as layers como passo prévio à definição de grupos de análise de encurvadura.

Na análise de encurvadura de cada um dos grupos, serão considerados todos os elementos marcados com a opção "Considerar na análise de encurvadura" (menu Barra > opção "Encurvadura") e aos quais também foi atribuída uma das layers selecionadas na definição do grupo.

A consideração de grupos para realizar a análise é opcional. No caso de não ser introduzido nenhum grupo, o programa irá realizar um único cálculo considerando todas as barras e placas marcadas com a opção "Considerar na análise de encurvadura". Se uma barra pertence a mais do que um grupo e é realizada uma atribuição automática do seu coeficiente de encurvadura no plano xy, xz ou ambos, ser-lhe-á atribuído o maior de todos os coeficientes calculados nas análises de encurvadura dos grupos a que pertence.

A visualização dos resultados da análise de encurvadura é feita para o grupo de análise selecionado.

CYPE Connect / StruBIM Steel

Perfis tubulares de secção circular

A partir da versão 2024.f, foi implementada a possibilidade de modelar e calcular ligações entre perfis tubulares de secção circular no CYPE Connect e no StruBIM Steel.

No CYPE Connect, o painel de edição de nós inclui a opção de selecionar tubos circulares dentro da zona de secções tubulares.

No painel de edição de ligações, as operações existentes adaptam a sua utilização para trabalhar com perfis tubulares:

  • Ajustar barra
    Permite ajustar e soldar barras a tubos circulares. Cada barra pode ter nos seus extremos mais de um ajuste, quer se trate de ajustes a planos definidos por perfis ou chapas, ou ajustes a tubos circulares.
  • Recortar chapa
    Permite recortar uma chapa tendo em conta um tubo e adicionar soldaduras entre a chapa e o tubo. O tubo pode criar uma abertura interior na chapa, ou um recorte exterior, modificando assim o seu perímetro.
  • Soldadura
    As soldaduras entre tubos circulares, ou entre tubos circulares e chapas, têm de ser definidas nas operações "Ajustar barra" e "Recortar chapa" se o tubo intersectar a chapa. A partir da operação "Soldadura" é possível adicionar soldaduras entre chapas e tubos circulares nos casos em que qualquer aresta da chapa é paralela ao eixo longitudinal do tubo.

Em "Opções de modelação" encontra-se a definição do número de pontos intermédios para a discretização dos tubos circulares. É possível definir um valor do utilizador ou um valor calculado automaticamente pelo programa.

Os perfis tubulares de secção circular são discretizados por meio de quadriláteros, reduzindo assim o número de elementos e, consequentemente, o tempo de cálculo.

Importação de esforços de perfis tubulares enformados

Até à versão 2024.f, os perfis tubulares de secção retangular só importavam os seus esforços se fossem definidos como perfis compostos.

A partir da versão 2024.f, são importados os esforços dos perfis tubulares compostos e também os enformados.

Chapa circular

Até à versão 2024.f, a forma de definir uma chapa circular era utilizar a opção "Poligonal" criando 2 ou mais tramos curvos.

A partir da versão 2024.f, a operação "Chapa" inclui a nova opção "Circular".

Esta nova opção permite ao utilizador definir mais facilmente uma chapa circular.

Ferramenta de geração radial de parafusos

A partir da versão 2024.f, a tabela de posições dos parafusos e pernos inclui uma nova opção que permite gerar parafusos de forma radial, definindo o número de parafusos e o raio.

Nova operação. Rigidificadores chapa - Tubo circular

Na versão 2024.f foi implementada uma nova operação para adicionar rigidificadores entre uma chapa e um perfil tubular de secção circular. Os rigidificadores são dispostos radialmente em redor do tubo e paralelamente ao eixo do perfil.

Para além da geometria dos rigidificadores, o utilizador pode definir o número destas chapas, que serão distribuídas uniformemente a partir de um ângulo inicial, em torno do ângulo definido pelo utilizador. O ponto de origem do ângulo inicial é coincidente com o eixo 'y' do perfil.

Melhoria no modelo de elementos finitos das barras

Na versão 2024.f, foram implementadas alterações no modelo de elementos finitos das ligações em comparação com as versões anteriores.

O novo modelo incorpora, para a análise de tensão/deformação, um prolongamento adicional das barras, que consiste num sistema de placas de material elástico linear e um número reduzido de elementos.

O prolongamento permite ter em conta o efeito da modelação de barras de maior comprimento sem penalizar o tempo de cálculo.

Os nós dos extremos de cada barra são vinculados com ligações rígidas para aplicar cargas ou restrições, o que implica que a secção do extremo de cada barra seja considerada como indeformável. Esta suposição pode gerar concentrações de tensões nos extremos em alguns casos, ou resultados menos conservadores.

Com o novo modelo, a secção indeformável é afastada da ligação para o extremo do prolongamento adicional para evitar assim estes inconvenientes.

Este prolongamento adicional não se representa nem no separador da modelação da ligação, nem no separador de resultados.

Soldadura perimetral

As operações "Ajustar barra" e "Chapa frontal" incluem uma nova opção na definição das soldaduras: a seleção entre a soldadura perimetral ou a soldadura paramétrica. Até à versão 2024.f, as soldaduras eram sempre colocadas de forma paramétrica nas abas e nas almas, em função do tipo de secção.

A nova opção de soldadura perimetral adicionará cordões de soldadura ao longo de toda a zona de contato entre os elementos selecionados. Para tubos circulares, a soldadura deve ser sempre do tipo perimetral.

As soldaduras perimetrais devem ser representadas nos desenhos com a simbologia correspondente.

CYPE Connect / StruBIM Steel / StruBIM Uploader

Importação de estruturas a partir de um ficheiro XML gerado pelo ETABS®

A partir da versão 2024.f, é possível importar estruturas do ETABS® para o CYPE Connect e o StruBIM Steel.

A partir do ETABS® é necessário exportar um ficheiro XML que contenha todas as tabelas de definição do modelo (MODEL DEFINITION) e as tabelas de esforços das barras (ANALYSIS RESULTS > Element Output > Frame Output).

A estrutura pode ser importada através do StruBIM Uploader ou diretamente para o CYPE Connect e StruBIM Steel.

No StruBIM Uploader, selecionando a opção 'Ficheiro XML produzido pelo ETABS®', acede-se ao painel de seleção do ficheiro e do projeto do BIMserver.center, do qual os dados serão carregados.

A informação pode ser gerada para o StruBIM Shear Walls e para o CYPE Connect ou StruBIM Steel.

Depois de exportar para o BIMserver.center, no CYPE Connect ou no StruBIM Steel só é necessário criar a obra a partir desse projeto do BIMserver.center.

No CYPE Connect e no StruBIM Steel, é possível importar diretamente através do acesso direto ao StruBIM Uploader.

As barras e os esforços nas barras são importados.

CYPE 3D / CYPE Connect / StruBIM Steel

Melhoria na comunicação do CYPE 3D com o StruBIM Steel e com o CYPE Connect

Até à versão 2024.e, a importação de estruturas do CYPE 3D para o StruBIM Steel ou CYPE Connect realizava-se a partir de um IFC gerado pelo CYPE 3D.

Com esta melhoria na versão 2024.f, esta comunicação será feita através da exportação e importação de um ficheiro de intercâmbio em formato JSON, permitindo uma comunicação mais eficiente e refletindo com precisão as particularidades de uma estrutura do CYPE 3D.

CYPELEC Electrical Mechanisms

Catálogo de fabricantes de mecanismos elétricos

Na versão 2024.f do CYPELEC Electrical Mechanisms, foi adicionada a possibilidade de selecionar um ou vários catálogos de fabricantes de mecanismos elétricos.

A seleção de um catálogo permite a configuração de mecanismos com as soluções fornecidas pelo fabricante e as suas possibilidades de combinação de cores.

Open BIM Cable Routing

Instalação em francês

A partir da versão 2024.f, o Open BIM Cable Routing também pode ser instalado em francês. Os idiomas em que esta aplicação pode ser instalada são agora:

  • Catalão
  • Espanhol
  • Francês
  • Inglês
  • Português

CYPEFIRE FDS

Incorporação do separador "Modelo 3D"

Foi incorporado, na parte inferior esquerda, o separador "Modelo 3D", ficando a aplicação com os separadores "Modelo 3D" e "FDS".

Este novo separador, "Modelo 3D", representa a integração total do IFC Builder no programa, permitindo criar um modelo geométrico por definição simplificada ou pela solução construtiva dos diferentes elementos construtivos, uma vez que incorpora a base de dados do Open BIM Construction Systems. Além disso, desde este separador é gerado o modelo geométrico para o separador "FDS".

CYPETHERM SCE-HAB

Ambiente 3D e alteração do nome do programa

Tendo em conta o objetivo de os programas passarem a utilizar o novo ambiente 3D, e devido às necessárias alterações realizadas ao próprio programa, a partir da versão 2024.f, o programa passa a utilizar o ambiente 3D e a denominar-se CYPETHERM SCE-HAB Model

Com esta melhoria o utilizador pode trabalhar em ambiente 2D ou 3D. 

Assim, são apresentadas as vistas em 2D e 3D, bem como os elementos lidos, desde o modelo arquitetónico e outros possíveis modelos importados, com a informação categorizada, podendo em ambos ocultar ou colocar de forma transparente ou até mesmo bloquear.

Ao premir sobre um elemento na vista, o programa questiona sobre o tipo de categoria que se deseja aceder.

Em função da seleção, é posicionado na árvore a respetiva indicação.

Tendo em conta o ambiente 3D, as janelas são ancoráveis podendo o utilizador personalizar o espaço de trabalho adaptando-o às suas necessidades. 

Os elementos construtivos foram reestruturados tendo em conta a nova tecnologia utilizada para os programas que trabalham em ambiente 3D.

Novos separadores

O programa CYPETHERM SCE-HAB Model apresenta agora 5 separadores: Modelo térmico; Sistemas; Cálculo; Listagens e por fim Desenhos.

Desta forma, pretendeu-se melhorar a organização da informação no programa.

O separador Desenhos, possui a geração de desenhos tendo em conta as vistas previamente criadas.

É possível configurar as etiquetas que são geradas nos desenhos, tendo em conta a referência, tamanho do texto, símbolo e cor.

Incorporação do programa IFC Builder

A partir da versão 2024.f, foi incorporado o programa IFC Builder, desta forma o utilizador pode realizar a modelação arquitetónica do edifício diretamente no programa CYPETHERM SCE-HAB Model. 

O programa IFC Builder está acessível no programa CYPETHERM SCE-HAB Model a partir do separador Modelo 3D.

Após a finalização da modelação arquitetónica, deverá premir em Modelo geométrico localizado no grupo Gerar, de forma a gerar o modelo geométrico para o separador SCE habitação.

Leitura de obras de versões anteriores

O programa CYPETHERM SCE-HAB Model não permite a leitura de obras antigas provenientes do CYPETHERM SCE-HAB.

Por isso é necessário, ter instalado o programa antigo CYPETHERM SCE-HAB para permitir a leitura de obras antigas.

Na Store da plataforma BIMserver.center, no botão Descarregar relativo ao programa CYPETHERM SCE-HAB Model, permitirá a descarga dos dois programas.

CYPETHERM LOADS

Remodelação de separadores. Eliminação do separador "Modelo analítico" e inclusão do separador "Modelo 3D"

Na versão 2024.f a aplicação CYPETHERM LOADS foi remodelada. Foi eliminado o separador superior “Modelo analítico” e foi incluído, no canto inferior esquerdo, o separador “Modelo 3D”, passando a aplicação a possuir os separadores inferiores “Modelo 3D” e “Cargas térmicas”.

Este novo separador, "Modelo 3D", significa a integração total do IFC Builder, permitindo agora criar um modelo geométrico com a definição dos diferentes elementos construtivos de forma simplificada ou por solução construtiva, uma vez que se incorpora também a base de dados do Open BIM Construction Systems. Adicionalmente, a partir deste separador, é gerado o modelo analítico para o separador inferior "Cargas térmicas".

Mantém-se a compatibilidade com a leitura de modelos procedentes do CYPECAD MEP, IFC Builder e Open BIM Analytical Model.

Para além do que foi referido, foram introduzidas as seguintes melhorias:

  • Partilha para o projeto do BIMserver.center
    A partilha conjunta dos separadores inferiores "Modelo 3D" e "Cargas térmicas" numa única contribuição para o projeto do BIMserver.center, desta forma ter-se-á disponível, na mesma contribuição, a informação do modelo geométrico e os resultados das cargas térmicas.

  • Inclusão da ferramenta "Atribuir tipologia" no separador "Modelo térmico"
    Esta ferramenta permite atribuir tipologias de um elemento a outros sobre a vista do modelo térmico.

  • Inclusão das opções ao atualizar o modelo geométrico:
    • Conservar as tipologias definidas previamente no modelo térmico
      Se esta opção for selecionada, as tipologias dos elementos dos construtivos existentes no modelo térmico não serão atualizadas.
    • Conservar o zonamento definida previamente no modelo térmico
      Esta opção permite conservar o zonamento do modelo térmico sem perder os dados e sistemas associados a edifícios, zonas ou grupos.

Open BIM Quantities

Visualização por “Regras de medição”

A partir da versão 2024.f, o Open BIM Quantities dispõe de cinco formas diferentes de visualizar a árvore de componentes do modelo BIM no separador "Medição do modelo BIM".

Até agora, os elementos podiam dispor-se em função da entidade IFC à qual pertencem (IfcWall, IfcSlab, IfcSpace...), da estrutura espacial (IfcSite>IfcBuilding>IfcBuildingStorey…), da layer ou do grupo no qual se encontram. Nesta atualização, foi adicionado o botão "Regras de medição" ao conjunto de opções "Visualização" da barra de ferramentas da aplicação. Ao premir sobre o mesmo, organizam-se os elementos com base nas regras de medição em que foram selecionadas. Os componentes utilizados numa regra de medição reúnem-se num ramo da árvore ao qual é atribuído o nome da regra.

Descrição de um “Conjunto de regras de medição”

Foi adicionado um novo campo “descrição” na janela de edição de um “conjunto de regras de medição”, que permite associar um texto descritivo ao referido conjunto.

Desta forma, é possível adicionar informação sobre o conteúdo ou a utilização do conjunto sem as limitações do campo “nome”.

Tabelas de quantidades

A partir da versão 2024.f, o Open BIM Quantities permite gerar tabelas de quantidades e utilizar a informação contida nos componentes dos modelos nestas tabelas.

Para as configurar e visualizar, o botão "Tabelas de quantidades" foi adicionado ao grupo "Projecto" da barra de ferramentas do separador "Medição do modelo BIM" da aplicação.

Ao clicar neste botão, é apresentada uma janela com as tabelas de quantidades definidas para o projeto.

Os campos que constituem uma tabela de medições são os seguintes:

  • Referência. Indica uma referência para identificar a tabela na lista de tabelas de medições.

  • Selecção. Permite estabelecer as condições que os elementos do projeto devem cumprir para serem incluídos na tabela.

  • Colunas. Permite definir a referência e o conteúdo das colunas da tabela. Para tal, é possível utilizar a informação contida nas propriedades e quantidades dos componentes do projeto.

  • Critérios de ordenação. Permite indicar a ordem pela qual as linhas da tabela devem ser inseridas com base nas informações disponíveis nos componentes do projeto.

Como as tabelas são definidas com base nas variáveis provenientes dos componentes do modelo, elas são automaticamente actualizadas quando são feitas alterações no projeto do Open BIM Quantities. A configuração das tabelas de quantidades pode ser exportada como um ficheiro (".bib804") para ser utilizada noutros projetos.

As tabelas de quantidades podem ser exportadas em formato CSV, que pode ser facilmente lido num programa de folha de cálculo. Além disso, é possível gerar um documento com a tabela que a aplicação permite exportar em vários formatos (PDF, DOCX, TXT, HTML, etc.).

Aplicações com o separador Orçamento

Modelos de bancos de preços

A partir da versão 2024.f, a janela de criação de um "banco de preços" inclui a opção "Modelo".

Ao selecioná-la, é possível criar o banco de preços com uma estrutura de capítulos inicial.

Atualmente, estão disponíveis as seguintes configurações:

  • Espanha
  • CSI OmniClass
  • França – Método UNTEC
  • GuBIMClass 1.2 ES
  • DIN 276 2018-12
  • RICS NRM 1-3

Novos campos nos capítulos

A partir da versão 2024.f, os capítulos de um orçamento ou de um banco de preços podem ter mais informações associadas. Para este efeito, foram adicionados os seguintes separadores ao painel de edição de um capítulo apresentado no menu de gestão da "Base de preços do projeto" ou de um "Banco de preços":

  • Descrição
  • Informação gráfica
  • Documentos anexos

Nas versões anteriores, estes dados só podiam ser associados a "unidades de obra".

Entidades comerciais

A partir da versão 2024.f, o separador "Orçamento" permite a introdução de informações comerciais na "Base de dados do projeto" ou num "Banco de preços".

Para este efeito, o botão "Entidades comerciais" foi adicionado à barra de ferramentas da janela de gestão de ambos os elementos.

Ao clicar nele, é apresentado um menu a partir do qual é possível definir os dados das entidades comerciais envolvidas no projeto ou no banco de preços.

Adicionalmente, de forma a associar as entidades comerciais aos recursos, foi adicionado o campo "Entidades comerciais" no painel de edição dos capítulos e unidades de obra.

As entidades comerciais fazem parte do formato FIEBDC-3 (.bc3) para bases de dados de construção. Portanto, esta informação pode ser importada e exportada quando se utilizam as ferramentas incluídas no separador "Orçamento" para a gestão dos ficheiros BC3.

Descrição de um “Ficheiro de mapeamento”

Foi adicionado um novo campo “descrição” na janela de edição de um “ficheiro de mapeamento”, que permite associar um texto descritivo ao referido ficheiro.

Desta forma, é possível adicionar informação sobre o conteúdo ou a utilização do ficheiro sem as limitações do campo “nome”

CYPE Health and safety

Seleção de elementos construtivos das contribuições adicionadas ao projeto BIM

A partir da versão 2024.f, o utilizador, além de importar as contribuições presentes no projeto partilhado, pode selecionar as contribuições das quais deseja importar os elementos construtivos. Estes elementos importados passarão a fazer parte da obra do CYPE Health and safety e poderão ser utilizados como referências próprias, associadas a fases construtivas.

Em versões anteriores, o CYPE Health and safety importava os elementos construtivos de todas as contribuições do projeto BIM que o utilizador tivesse selecionado com a opção "Atualizar" (Importação de modelos BIM).

Esta possibilidade permite-lhe decidir, por exemplo, se os elementos construtivos que pretende importar para o CYPE Health and safety são os do modelo arquitetónico ou do modelo estrutural (embora ambos sejam visíveis no ambiente de trabalho).

Exportação das fases construtivas

A partir da versão 2024.f, o CYPE Health and safety pode exportar as fases de construção para o projeto BIM, o que facilita a interoperabilidade e o intercâmbio de informação com outros programas e profissionais do sector.

O IFC criado durante a exportação incorpora o conjunto de propriedades denominado "set_ProjectPhases", indicando as fases inicial e final, para cada um dos elementos próprios do CYPE Health and safety.

Inclinação dos suportes das redes verticais

Foi acrescentada a possibilidade de inclinação dos suportes verticais da rede, o que proporciona uma maior flexibilidade na conceção destes sistemas e permite a sua adaptação a diferentes contextos e necessidades arquitetónicas.

Melhoria das opções de redes verticais

As opções de rede vertical foram atualizadas para oferecer uma experiência de utilizador mais intuitiva, tornando a manipulação e a configuração destas redes mais fácil e acessível.

Copiar elementos entre plantas

A versão 2024.f do CYPE Health and safety inclui a possibilidade de copiar elementos entre plantas através da funcionalidade "Copiar para as plantas" localizada no grupo "Editar" da barra de ferramentas.

Depois de selecionar esta opção, o utilizador deve selecionar os elementos a copiar (um a um ou por seleção múltipla) e clicar com o botão direito do rato para abrir a caixa de diálogo "Copiar para as plantas", onde pode selecionar as plantas para as quais se pretende copiar.

Esta funcionalidade já estava disponível noutros programas da CYPE.