Arquimedes
Arquimedes

Consolidação de orçamentos

Consolidação de orçamentos

O módulo do Arquimedes, Consolidação de orçamentos permite incluir num orçamento base (vazio ou não) vários orçamentos existentes e manter a vinculação entre as unidades de obra incorporadas e os seus orçamentos originais, de modo que o orçamento base se possa atualizar com as alterações que se realizem nos orçamentos originais.

Este módulo é particularmente útil para gerir duas formas de elaboração de orçamentos: União de orçamentos parciais gerados por outros programas CYPE ou União de orçamentos parciais realizados por distintos colaboradores do projetos.

Funcionamento do módulo Consolidação de orçamentos

A partir de um orçamento existente (vazio ou não), a que chamamos orçamento base, é possível importar todas as unidades de obra de outro ou outros orçamentos (orçamentos vinculados). As unidades de obra importadas desta forma estão vinculadas aos seus orçamentos originais, permitindo que o orçamento base seja atualizado, após quaisquer alterações nos orçamentos vinculados. As diferentes opções para atualizar o orçamento base podem ser encontradas na secção Atualização de modificações realizadas nos orçamentos vinculados.

As unidades de obra vinculadas a outros orçamentos têm um pequeno triângulo no canto inferior esquerdo da célula que contém a medição (vista em Árvore de composição). Desta forma, é possível distingui-las das que não têm nenhum vínculo a outros orçamentos. Além disso, a medição de cada unidade de obra vinculada tem uma tabela detalhada que inclui, numa subtabela, a medição proveniente do orçamento vinculado. A tabela de medição tem uma coluna com o nome Origem. As linhas da subtabela vinculada a outro orçamento, incluem nesta coluna uma referência que identifica a obra de onde provém a medição.

As ferramentas que gerem a importação e a vinculação de outros orçamentos ao orçamento base podem ser ativadas com a opção Consolidação de orçamentos no menu Arquivo e são:

  • Incluir outro orçamento
    Esta opção permite selecionar um orçamento para incluí-lo no orçamento atual.
  • Mostrar orçamentos incluídos
    Esta opção abre o diálogo dos Orçamentos incluídos. Este diálogo mostra a lista dos orçamentos incluídos no orçamento atual. A partir deste diálogo, é possível realizar as seguintes operações:
    • Incluir outro orçamento no orçamento atual
    • Eliminar a vinculação do orçamento vinculado, selecionado na lista
    • Editar o nome e a descrição do orçamento vinculado, selecionado na lista
    • Alterar a ordem dos orçamentos vinculados da lista
    • Atualizar dados vinculados no orçamento atual
    • Configurar as preferências de atualização de dados vinculados ao abrir o orçamento base
    • Fazer uma cópia de segurança do orçamento base antes de atualizar os dados vinculados

Atualização de alterações realizadas nos orçamentos vinculados

Se os orçamentos vinculados sofrerem alterações, as unidades de obra do orçamento base vinculadas a estes orçamentos podem ser atualizadas de duas maneiras.

  • Atualização de dados ao abrir o orçamento base
    Sempre que o orçamento base é aberto, o Arquimedes atualiza as unidades de obra vinculadas a outros orçamentos (apenas para orçamentos alterados desde a última atualização). Esta atualização é feita de acordo com a opção selecionada no diálogo Orçamentos incluídos (menu Arquivo > Consolidação de orçamentos > Mostrar orçamentos incluídos).

    Estas opções permitem:

    • Atualizar sempre os dados vinculados aos orçamentos que se tenham modificado
    • Preguntar sempre antes de atualizar os dados vinculados
    • Não atualizar nunca os dados vinculados
      Esta opção é útil para o utilizador atualizar os dados apenas quando desejar, através do modo que se detalha seguidamente.

  • Atualização de dados com o orçamento base aberto

Os orçamentos vinculados ao orçamento base atual são apresentados no diálogo Orçamentos incluídos (Menu Arquivo > Consolidação de orçamentos > Mostrar orçamentos incluídos). Cada um deles tem uma caixa de verificação (coluna Atualizar) que o utilizador pode ativar para atualizar os dados dos orçamentos selecionados ao premir o botão Aceitar deste diálogo. Esta atualização é independente das opções que se encontram sob a tabela de orçamentos, que apenas servem para configurar a atualização quando se abre o orçamento base.

Cada caixa de verificação da coluna Atualizar estará ativada por defeito se o orçamento vinculado correspondente tiver sofrido alguma alteração. O utilizador pode ativar ou desativar estas caixas de verificação à vontade, dando-lhe a possibilidade de atualizar apenas os dados vinculados a um determinado orçamento e não a outros orçamentos.

Controlo de contradições entre o orçamento base e os orçamentos importados

Quando um orçamento é importado para o orçamento base, é lógico que ambos tenham a mesma configuração, e que os recursos importados provenham do mesmo banco de preços e das mesmas condições. Ou seja, em ambos os orçamentos o número de casas decimais e as percentagens utilizadas devem ser as mesmas, os unitários que se repetem devem ser iguais (descrição e preço) e as unidades de obra que tenham o mesmo código devem também coincidir (tanto na sua composição como nos rendimentos dos seus unitários). No caso da utilização do Gerador de preços da CYPE, a configuração adotada para ambos os orçamentos (tipo de edifício, localização, acessibilidade, topografia, situação económica do mercado…) deve também ser a mesma.

Se não for este o caso, o Arquimedes informa o utilizador das contradições entre o orçamento base e o orçamento importado e oferece a possibilidade de não realizar a importação para poder corrigir as diferenças. Se o utilizador decide continuar com a importação, o programa elabora um relatório detalhando todas as contradições, que pode ser impresso ou exportado para diferentes formatos de ficheiro.

Também é possível que uma unidade de obra importada do orçamento vinculado já exista no orçamento de base, o que não é uma contradição. Neste caso, o Arquimedes inclui na medição detalhada do orçamento base uma subtabela de medição contendo a medição da unidade de obra do orçamento importado. Nesta subtabela existe uma referência indicando o orçamento vinculado de onde provém.

Desvincular unidades de obra dos orçamentos originais

É possível eliminar, no orçamento base, a vinculação das unidades de obra, que foram importadas de outros orçamentos.

  • Eliminação da vinculação a um orçamento para todas as unidades de obra importadas a partir desse orçamento
    No diálogo Orçamentos incluídos (menu Arquivo > Consolidação de orçamentos > Mostrar orçamentos Incluídos) o botão Suprimir elemento selecionado da lista permite eliminar a conexão ao orçamento que esteja selecionado na lista, o que irá desvincular todas as unidades de obra importadas desse orçamento. Se uma destas unidades de obra tiver vinculações a vários orçamentos, apenas a ligação ao orçamento selecionado será removida.

    Antes de proceder à desvinculação, o programa informa o utilizador que se vai eliminar o vínculo, a todas as unidades de obra relacionadas com o orçamento selecionado na lista, e oferece três possibilidades:
    • Desvincular a medição
      A referência que existe na subtabela de medição do orçamento selecionado será eliminada, sem alterar o detalhe da medição. Portanto, perder-se-á a possibilidade de atualizar na obra base as alterações que se realizem no orçamento desvinculado.
    • Eliminar a medição
      Para além de eliminar a referência e a possibilidade de atualizar (opção Desvincular a medição), os detalhes de medição relativos ao orçamento selecionado são também removidos. No entanto, não se alteram os detalhes de outros orçamentos que possam estar vinculados nem os detalhes não vinculados. Em nenhum caso o artigo será eliminado, mesmo que o total de medição seja nulo.
    • Eliminar a medição e o artigo sem medição
      Elimina do orçamento base os detalhes de medição vinculados ao orçamento selecionado e as unidades de obra que fiquem sem medição.

Vincular de novo uma unidades de obra

Para voltar a vincular uma conexão eliminada, pode-se proceder de três modos

  • Utilizar a opção Desfazer (botão desfazer da barra de ferramentas)
    Note que a opção Desfazer apenas desfaz consecutivamente um certo número de alterações (menu Arquivo > Preferências > Configuração Desfazer/Refazer) e apenas aquelas feitas desde a última vez que a obra foi aberta. Por outras palavras, se o orçamento base for encerrado após a desvinculação e depois reaberto, não é possível vincular novamente os dados que foram desvinculados antes do fechar o orçamento base.
  • Recuperar a cópia de segurança
    É possível recuperar a cópia de segurança realizada antes de eliminar a vinculação (menu Processos > Cópias de segurança da base de dados) se a opção Fazer uma cópia de segurança do orçamento base antes de atualizar os dados vinculados do diálogo Orçamentos incluídos (menu Arquivo > Consolidar de orçamentos > Mostrar orçamentos incluídos) não tiver sido desativada.
  • Voltar a vincular ao orçamento

Se a vinculação a um orçamento tiver sido eliminada com a opção Eliminar a medição e o artigo sem medição, é correto voltar a vincular o orçamento a partir da opção Incluir outro orçamento ou a partir do diálogo Mostrar orçamentos incluídos (menu Ficheiro > Consolidação de orçamentos).

Note-se que a possibilidade de voltar a vincular o orçamento existe sempre, mas se não se eliminaram as medições que antes estavam vinculadas (eliminação que se realiza automaticamente com a opção Eliminar a medição e o artigo sem medição) serão duplicadas as medições do orçamento que se vincula de novo. Também é aconselhável eliminar as restantes unidades de obra sem medição, antes de voltar a vincular o orçamento, o que também é feito automaticamente através da opção Eliminar a medição e o artigo sem medição.

Muito útil para gerir a criação do orçamento completo do projeto a partir de diferentes orçamentos parciais

O módulo de Consolidação de orçamentos é uma ferramenta especialmente útil para gerir duas formas de elaborar o orçamento de um projeto, que adquiriram especial importância:

  • Unir orçamentos parciais gerados por outros programas CYPE
    Os programas CYPECAD e CYPECAD MEP podem gerar respetivamente os orçamentos parciais da estrutura e das instalações que dimensionam. Os Geradores de orçamentos e os Pré-dimensionadores de medições e orçamentos também geram o orçamento de um edifício.
  • Unir orçamentos parciais realizados por diferentes colaboradores do projeto
    Vários colaboradores podem estar envolvidos no mesmo projeto e cada um deles é responsável pela elaboração dos documentos necessários para definir a parte do projeto a seu cargo (estrutura, instalações, acústica e térmica, etc.). Esta colaboração implica a existência de vários orçamentos parciais de um mesmo projeto que devem fundir-se adequadamente.

Em qualquer dos casos, é necessário que alguém coordene a elaboração do orçamento completo unindo os diferentes orçamentos parciais que foram criados. O técnico que funde estes orçamentos deve prestar especial atenção à configuração adotada na elaboração de cada um deles (decimais e percentagens), à configuração do Gerador de preços utilizada em cada estimativa parcial (tipo de edifício, localização, acessibilidade, topografia, situação económica do mercado…) e sobretudo ao controlo das modificações que são feitas nos orçamentos parciais após o início da fusão.

O módulo de Consolidação de orçamentos controla as possíveis contradições entre a configuração do orçamento base e a dos orçamentos parciais, e também permite atualizar o orçamento base em qualquer momento na sequência de alterações que possam sofrer os orçamentos parciais. Estas características tornam o módulo de Consolidação de orçamentos numa ferramenta essencial para uma adequada coordenação da elaboração do orçamento completo do projeto, a partir de diferentes orçamentos parciais.

Outras funcionalidades

A fim de ter acesso a outras funcionalidades oferecidas pelo programa, existem vários módulos que podem ser encontrados na página “Módulos do Arquimedes”.